CDL - Câmara de Dirigentes Lojistas de Uruguaiana

Para cada loja aberta pelo menos oito empregos são gerados

22/08/2017

 Um estudo realizado pela Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Sul - FCDL-RS, usando os dados da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) e Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), aponta que a cada loja aberta o impacto no número de empregos chega em média a 8,04. Essa representatividade mostra a importância que o segmento tem na economia e o quanto torna-se indispensável que os governantes estejam atentos às necessidades do varejo para que a tão esperada retomada do crescimento econômico se torne realidade.

 - Não tem cabimento lógico e ético forçar a alta de preços públicos em um momento como o atual, no qual empresários e consumidores buscam quase que desesperadamente respirar em um cenário econômico asfixiante. Por isso não podemos admitir mais aumentos de impostos, como vem sendo debatido nos poderes, em Brasília - afirma o presidente da FCDL-RS, Vitor Augusto Koch.

De acordo com os dados da Junta Comercial do Rio Grande do Sul, o estado tem sofrido redução no número de empresas desde 2015, quando o saldo entre abertura e fechamento de pessoas jurídicas gaúchas ficou em – 12.324. Em 2016 esta conta fechou em – 12.817. Até junho de 2017 o saldo tinha ficado em -5.015, o que nos permite prever cerca de 10 mil empresas a menos no fechamento do ano, caso as condições econômicas não melhorem significativamente.

- Esses dados mostram que temos de agir em prol do desenvolvimento do varejo se quisermos criar empregos para continuarmos a crescer. Precisamos empurar a economia para frente e o comércio é uma dessas alavancas para geração de emprego e renda - declarou Luciane Lopes, presidente da CDL Uruguaiana.

Esses dados não incluem as microempresas individuais (MEI), que vêm crescendo de forma bastante expressiva: 39,8 mil, em 2014; 63,5 mil, em 2015; 76,4 mil, em 2016; e 41,8 mil, entre janeiro e junho de 2017. Esse tipo de configuração empresarial vem sendo utilizada como um paliativo para a desocupação ou formalização de empreendedores individuais, especialmente por quem perde o emprego ou tem sua empresa liquidada.

Voltar

Palavras do Presidente

No mês de Janeiro de 2016 realizou-se a posse da nova diretoria Biênio 2016/2017.

Agradeço imensamente o apoio recebido e a oportunidade de representar a classe lojista à frente dos interesses dos comerciantes. Continuam os desafios, como: capacitação dos colaboradores, reciclagem para o proprietário, campanhas em datas festivas, palestras motivacionais, busca incessante para diminuir a alta carga tributária que sofremos, tanto do governo federal como do estadual e municipal.

No pronunciamento que fiz naquela noite, registrei o orgulho em ser LOJISTA, na satisfação de atender, vender e conquistar amigos/clientes, esse relacionamento é o que impulsiona o desejo de melhorar.

Conto com o teu apoio, estimado associado, a entidade te aguarda para somar, dar idéias, participar de eventos e juntos fomentaremos o desejo de compra do consumidor.

Um bom ano a todos nós.

Jorge Prestes Lopes - Presidente
Luciane da Cunha Lopes - Presidente

TEMPO

G8 Sistemas de Informação

Copyright © 2007 CDL URUGUAIANA | Toddos os direitos Reservados

Duque de Caxias, 2173 - CEP 97500-970 - Uruguaiana - RS - Brasil

Fone/Fax (55) 3412-4233 3412-4646 3412-4751 3412-4907 3412-4094